Faculdades Santo Agostinho
Faculdades de Direito Santo Agostinho

ACESSO
RÁPIDO

Avisos

veja todos
  • 16/11/2017
    Informativo Avaliação Interdisciplinar Progressiva (AIP):   A Avaliação Interdisciplinar ...
    01/11/2017
    Informativo sobre a semana de provas da Faculdade de Direito Santo Agostinho   Estimados ...
    01/11/2017
    Informativo sobre a semana de provas da Faculdade de Direito Santo Agostinho   Estimados professores ...

NOTÍCIAS

voltar

04/09/2017

Faculdade de Direito Santo Agostinho – FADISA Edital para Participação em Grupo de Estudos

Faculdade de Direito Santo Agostinho – FADISA

Edital para Participação em Grupo de Estudos

 

Art. 1° - Os professores Me. Igor Ramos Rosa, Me. Iuri Simões Mota, Dr. Reinaldo Silva Pimentel Santos e Me. Simone Rosiane Corrêa Araújo, integrantes do corpo docente da Faculdade de Direito Santo Agostinho, fazem saber que se encontram abertas as inscrições para seleção de alunos para integrarem grupos de estudos, de acordo com as regras presentes neste edital.

 

Art. 2° - Serão desenvolvidas as seguintes linhas de pesquisa:

I – O Direito à diversidade e a desconstrução do machismo e racismo;

II – Direito, Totalitarismo e Modernidade;

III – Direito e Artes.

 

Art. 3° - São objetivos dos grupos:

I – Realizar atividades de estudo e pesquisa com foco no desenvolvimento da ciência jurídica;

II – Estimular a realização de atividades de estudo e pesquisa perante o corpo discente da Faculdade de Direito Santo Agostinho;

III – Contribuir para a visão crítica dos integrantes;

IV – Estimular a produção científica do corpo discente, através de artigos, papers, resumos, etc.

 

O Direito à diversidade e a desconstrução do machismo e racismo

 

Art. 4° -  O grupo admitirá até 8 (oito) discentes regularmente matriculados a partir do 2º período de graduação do Curso de Direito das Faculdades Santo Agostinho.

                                                                      

Art. 5° -  As reuniões presenciais serão realizadas às quartas-feiras, em 5 (cinco) encontros, em sala disponível no campi  no horário de 17h30 – 19h10, iniciando em 13 de setembro de 2017.

 

 Art. 6° -  Os estudos e discussões abordarão as obras indicadas no Anexo 2 do presente Edital.

 

Direito, Totalitarismo e Modernidade

 

Art. 7° - O grupo admitirá até 8 (oito) discentes regularmente matriculados a partir do 2º período de graduação do Curso de Direito das Faculdades Santo Agostinho.

 

Art. 8° - As reuniões presenciais serão realizadas às quintas-feiras, em 6 (seis) encontros, em sala disponível no campi no horário de 17h30 – 19h10, iniciando em 14 de setembro de 2017.

 

Art. 9° -  Os estudos e discussões abordarão as obras indicadas no Anexo 2 do presente Edital.

 

Direito e Artes

 

Art. 10 - O grupo admitirá até 8 (oito) discentes regularmente matriculados a partir do 1º período de graduação do Curso de Direito das Faculdades Santo Agostinho.

 

Art. 11 - As reuniões presenciais serão realizadas às sextas-feiras, em 5 (cinco) encontros, em sala disponível no campi no horário de 17h30 – 19h10, iniciando em 15 de setembro de 2017.

 

Excepcionalmente, haverá um encontro ao sábado, em data a ser definida, com o intuito de discutir a produção cinematográfica proposta no Anexo 2 do presente Edital.

 

Art. 12 -  Os estudos e discussões abordarão as obras indicadas no Anexo 2 do presente Edital.

 

 

 

Do Processo Seletivo

 

Art. 13 – As inscrições ocorrerão de 01° a 11 de setembro. Para se inscrever na seleção do grupo de estudo, o interessado deverá preencher a ficha de inscrição (Anexo 1) e entregar na Secretaria de Curso.

 

Art. 14 - O processo seletivo será realizado pelos coordenadores do grupo e ocorrerá em duas etapas:

I – Análise da ficha de inscrição;

II – Entrevista, à critério dos coordenadores.

  • 1° - A entrevista, se necessária, ocorrerá 12 de setembro de 2017, e será informada através do endereço eletrônico indicado pelo candidato.

 

Art. 15 - O resultado do processo seletivo será divulgado por meio eletrônico até o dia 12 de setembro de 2017.

 

Disposições Finais

 

Art. 16 - É permitida a inscrição no processo seletivo, bem como, se aprovado, a participação em mais de um grupo, desde que os horários sejam compatíveis.

 

Art. 17 - Os discentes selecionados no processo seletivo que, sem apresentar justificativa aos Coordenadores deixar de comparecer a 2 (duas) reuniões sucessivas ou alternadas será convidado a se retirar do grupo por decisão conjunta da coordenação.

 

Art. 18 – Os trabalhos desenvolvidos pelos integrantes do grupo de pesquisa e aprovados pelos Coordenadores serão encaminhados para análise dos meios de publicação disponíveis, tais como revistas especializadas e obras conjuntas.

 

Art. 19 – Os casos omissos serão resolvidos em conjunto pelos Coordenadores dos grupos.

 

Art. 20 – As dúvidas e eventuais informações sobre o presente Edital e sobre os grupos de estudo devem ser encaminhadas para o endereço eletrônico igorr@fasa.edu.br.

 

 

 

Montes Claros, 30 de agosto de 2017

 

 

 

____________________________________________

Prof. Dr. Rafael Soares Duarte de Moura

Coordenador Executivo do Curso de Direito

 

 

____________________________________________

Prof. Me. Igor Ramos Rosa

 

 

 ____________________________________________

Prof. Me. Iuri Simões Mota

 

 

____________________________________________

Prof. Dr. Reinaldo Silva Pimentel Santos

 

 

____________________________________________

Prof. Me. Simone Rosiane Corrêa Araújo

 

 

 

 

 

 

 

 

Anexo 1 - Ficha de Inscrição

 

Nome:________________________________________________________________________

CPF: _______________________ Matrícula:_______________Período: ________Turma:_____

E-mail: _______________________________________________________________________

Telefone:___________________________________

 

 

  Indique o grupo que pretende se inscrever. Assinale apenas uma opção.
Deve-se utilizar outra ficha de inscrição para participação em dois ou mais grupos. 

 

(   ) O Direito à diversidade e a desconstrução do machismo e racismo

(   ) Direito, Totalitarismo e Modernidade

(   ) Direito e Artes

 

Apresente, de forma sucinta, os motivos de sua escolha:

 

________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________

________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________ ________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________ 

 

 

 _______________________________________________

Assinatura do Acadêmico

Anexo 2 – Temática e obras adotadas

 

Direito, Totalitarismo e Modernidade

Proposta de Análise para o Semestre: O grupo de estudos “Direito, Totalitarismo e Modernidade” tem como objetivo analisar a relação existente entre o Estado em um paradigma moderno e os fenômenos de exclusão dos sujeitos em experiências totalitárias. Visa, sobretudo, desenvolver no acadêmico de Direito a habilidade de reflexão e análise crítica dos fenômenos sociais, políticos, econômicos e jurídicos relacionados à temática intolerância, bem como o desenvolvimento da capacidade de produção do conhecimento científico. No presente semestre busca-se discutir o fenômeno compreendido como pós-modernidade, com influências do autor Zygmunt Bauman.

 

Título: O mal-estar da pós-modernidade

Autor: Zygmunt Bauman

Referência Bibiográfica: BAUMAN, Zygmunt. O mal-estar da pós-modernindade. Trad. Mauro Gama, Claudia Martinelli Gama; rev. Luis Carlos Fridman. Rio de Janeiro: Zahar, 1998.

 

Título: As consequências da modernidade

Autor: Anthony Giddens

Referência Bibiográfica: GIDDENS, Anthony. As consequências da modernidade. Trad. Raul Fiker. São Paulo: Editora Unesp, 1991.

 

 

 

 

 

Direito e Estética

Proposta de Análise para o Semestre: O grupo de estudos “Direito e Artes” tem como objetivo analisar a complexidade do fenômeno jurídico sob a perspectiva da estética e da arte, através de suas múltiplas manifestações (música, artes cênicas, pintura, escultura, arquitetura, literatura, cinema, etc.). Visa, sobretudo, desenvolver no acadêmico de Direito a habilidade de reflexão e análise crítica dos fenômenos sociais, políticos, econômicos e jurídicos relacionados à temática da diversidade, bem como o desenvolvimento da capacidade de produção do conhecimento científico. No presente semestre, considerando os recentes eventos relacionados a corrupção no Estado brasileiro serão especialmente analisados os aspectos referentes a formação, traços e características de tal conduta na sociedade brasileira. Para a consecução desse objetivo serão analisadas produções musicais, cinematográficas e literárias.

 

 

Título: Memórias Póstumas de Brás Cubas

Autor: Machado de Assis

Referência bibliográfica: ASSIS, Machado de. Memórias póstumas de Brás Cubas. 25. ed. rev. Rio de Janeiro: Ediouro, 1999. 207p.

 

 

Título: Brasil corrupção (unimultiplicidade)

Autor: Ana Carolina e Tom Zé

Referência bibliográfica: Carolina, Ana. Brasil corrupção (unimultiplicidade). Disponível em https://www.youtube.com/watch?v=nfUHl-bvpYU. Acesso em 30 ago. 2017.

 

 

Título: O Bem Amado

Referência bibliográfica: O bem amado. (2010) Direção: Guel Arraes. Produção: Paula Lavigne. Disponível em https://www.youtube.com/watch?v=tJAMj8m8vso. Acesso em 30 ago. 2017.

 

 

 

O Direito à diversidade e a desconstrução do machismo e racismo

 

Proposta de Análise para o Semestre: O grupo de estudos “O Direito à diversidade e a desconstrução do machismo e racismo” tem como objetivo analisar os processos de socialização que ao longo da história levaram à construção de uma cultura baseada nas relações de dominação gerando, dentre outros efeitos, uma sociedade patriarcalista e racista. Visa, sobretudo, desenvolver no acadêmico de Direito a habilidade de reflexão e análise crítica dos fenômenos sociais, políticos, econômicos e jurídicos relacionados à temática intolerância, consubstanciados na prática do machismo e do racismo, bem como o desenvolvimento da capacidade de produção do conhecimento científico. No presente semestre será especialmente analisada a relação existente entre raça e gênero, verificando a proximidade dos fenômenos de intolerância enquanto consequências da concepção do outro – mulher e negro – pautado por uma pretensa inferioridade. Nesse sentido, busca-se verificar se as práticas racistas, machistas e sexistas apresentam elementos de intersecção passíveis de um comum enfrentamento.

 

 

Título: Amefricanizando o feminismo

Autor: Claudia Pons Cardoso

Referência: CARDOSO, Cláudia Pons. Amefricanizando o feminismo: o pensamento de Lélia

Gonzalez. Estudos Feministas, Florianópolis, v. 22, n. 3, p. 965-986, jan. 2015. ISSN

1806-9584. Disponível em https://periodicos.ufsc.br/index.php/ref/article/view/36757/28579>. Acesso em 30 ago. 2017.

 

Título: Rumo a um feminismo descolonial.

Autor: Maria Lugones

Referência: LUGONES, María. Rumo a um feminismo descolonial. Estudos Feministas,

Florianópolis, v. 22, n. 3, p. 935-952, jan. 2015. ISSN 1806-9584. Disponível em:

https://periodicos.ufsc.br/index.php/ref/article/view/36755>. Acesso em: 30 ago. 2017.

 

Título:

Autor:

Referência: MIGNOLO, Walter D. Desobediência epistêmica: a opção descolonial e o significado de identidade em política. Cadernos de Letras da UFF: Dossiê: Literatura, língua e

identidade, n.34, p.287-324, 2008. Disponível em

www.uff.br/cadernosdeletrasuff/34/traducao.pdf Acesso em 30 ago. 2008.

 

Título: A invenção do ser negro. Um percurso das ideias que naturalizaram a inferioridade dos negros.

Autor: Gislene Aparecida dos Santos

Referência: SANTOS, Gislene Aparecida dos. A invenção do “ser negro”: um percurso das idéias que naturalizaram a inferioridade dos negros. São Paulo: Educ/Fapesp; Rio de Janeiro: Pallas, 2002.

2015 - gigapix.com.br Todos os direitos reservados direito.fasa.edu.br